Fechar
Nascer do sol

Nascer do sol Telégrafo

22 de junho de 2015

Já falei aqui sobre a Pedra do Telégrafo. Dessa vez vou contar como foi a experiência de ver o nascer do sol da famosa pedra.

Minha amiga Tatiane queria muito fazer uma trilha e nunca coincidíamos as datas, então tive a ideia de fazer um nascer do sol com ela durante a semana de forma que ainda pudéssemos ir trabalhar depois.

Assim combinamos de subir a Pedra do Telégrafo numa segunda-feira. Saímos do Recreio às 4:30h da manhã e chegamos em Barra de Guaratiba antes das 5:00h. Estacionamos perto do Campo de Prova da Marambaia e subimos a ladeira ao lado do ponto do moto-táxi (também dá pra subir por uma ladeira em frente ao Bombeiro, que fica ao lado da praia de Barra de Guaratiba). Normalmente eu subo esse pedaço de moto-táxi, mas a essa hora eles ainda não tinham começado a trabalhar. Esse pedaço é tranquilo, bem iluminado, sossegado mesmo. Já estou até pensando que nem é tão necessário mais subir de moto-táxi. É interessante subir com eles se você está indo pela primeira vez e ainda não conhece o caminho ou se quer apenas poupar o esforço.

Assim que paramos o carro, uma cachorrinha começou a nos acompanhar e como se já soubesse para onde queríamos ir, foi andando na frente  e nos guiando direitinho durante todo o caminho. Durante a subida na parte asfaltada, ela causou um pequeno alvoroço nos cachorros da vizinhança, que começaram a latir quando ela passou. Foi uma confusão, acordamos todo mundo, rsrsrs.

No primeiro mirante a cachorrinha já foi logo subindo na pedra e nos convidando a subir também. Pacientemente, esperou quietinha enquanto tirávamos as fotos.

Depois continuou nos guiando até a Pedra da Bigorna (a famosa pedra pontiaguda). Chegando lá ela já foi logo subindo na pontinha como se estivesse falando: “Venham, é aqui”. Muito esperta ela esperou o sol nascer com a gente, fez algumas fotos e depois ficou dormindo no cantinho enquanto fazíamos as nossas fotos.

Nós subimos bem devagar, conversando e parando no mirante. Levamos uns 50 minutos pra subir.

O nascer do sol foi perfeito, o dia estava bem limpo e o sol nasceu maravilhoso. Fazia tempo que o dia não amanhecia tão bonito. Sem querer escolhemos o melhor dia para ver o nascer do sol.

O tempo nos últimos dias estava bem esquisito, com muita névoa e nesse dia deu pra ver direitinho o sombreado da Pedra da Gávea no fundo. Foi espetacular.

Durante a descida a cachorrinha foi na frente nos guiando, fez mais uma parada no mirante da Restinga da Marambaia e depois desceu até o local que o carro estava estacionado.

Nos despedimos dela com aperto no coração, ela merecia uma recompensa, mas só tínhamos banana e biscoito e ela não curtiu muito.

Foi muito bom ter a companhia dela na trilha, deu mais segurança pra gente. Foi como se ela fosse nossa guarda-costas, hahaha.

Vale a pena fazer essa trilha de madrugada, o nascer do sol é recompensador demais. Muito bom começar o dia assim, te dá energia pro resto do dia. Meu dia de trabalho foi ótimo, o corpo estava cansado por ter acordado muito cedo, mas a mente estava relaxada e as energias recarregadas para começar a semana da melhor forma.

0 Comentários
Escreva seu comentário
Comente via facebook
Instagram
@seguindo_viagem
css.php