Fechar
Trilhas

Trilha do Costão do Pão de Açúcar

30 de junho de 2015

 Todo mundo conhece esse famoso ponto turístico do Rio, que marca presença por sua imponência e beleza. O Pão de Açúcar é o um dos principais cartões postais da Cidade Maravilhosa e atrai turistas de toda parte, em busca de uma das vistas mais lindas da cidade.

A forma mais tradicional de chegar no topo do Pão de Açúcar é de bondinho. O que pouca gente sabe é que também dá pra chegar lá por uma trilha muito legal.

A trilha do Costão do Pão de Açúcar começa do lado esquerdo da Praia Vermelha, na Pista Cláudio Coutinho.  Também conhecida como Caminho do Bem-te-vi, ela costeia o Morro da Urca proporcionando paisagens espetaculares durante todo o percurso.

No meio da Pista Cláudio Coutinho tem uma trilha que leva ao Morro da Urca ( o morro menor). A trilha é bem marcada e fácil de fazer, não é preciso de guia. Eu já fiz essa trilha, é bem levinha e várias crianças fazem.  Chegando lá no topo do Morro da Urca você tem acesso a toda infraestrutura de banheiro, lanchonetes, banquinhos para descansar e apreciar a vista espetacular. Além disso, depois das 19h você pode descer de bondinho de graça. Ou seja, você pode subir mais tarde, curtir o pôr-do-sol e descer de bondinho de graça. É um programa que vale muito a pena.

Dessa vez nosso objetivo era conquistar o Pão de Açúcar (o morro maior) e para essa trilha é preciso de guia e equipamento de escalada. Eu fiz com o pessoal do @paraisoradical do instagram. Também nos acompanharam nessa aventura a galera top do Trilhando Montanhas.

O início da trilha é meio escalaminhada, uma caminhada que exige um pouco o uso das mãos para se apoiar. Eu gosto desse tipo de trilha, acho bem legal usar as mãos também. Botas apropriadas são importantes e ajudam bastante a ter firmeza durante esses trechos, pois escorrega bastante.

Depois chegamos num paredão que lembra o Costão de Itacoatiara. Os guias colocaram uma corda para ajudar a subir, mas dá pra subir sem a corda também, basta ter cuidado. Olhando de cima dá a impressão de que é muito mais vertical e bate uma aflição por quem está lá embaixo, mas é tranquilo. Dá pra tirar várias fotos iradas nesse paredão. Achei a parte mais legal da trilha.

Depois chegamos num trecho totalmente vertical, onde só é possível subir com a ajuda de cordas. Os guias foram na frente e prepararam o esquema das cordas que ia ajudar a puxar um por um. Colocamos o equipamento completo e iniciamos a subida. Uma corda vai te puxando ajudando a aliviar um pouco o peso e a gente vai subindo apoiando os pés e segurando na corda. A ajuda da corda é fundamental nessa hora.

Vencida essa etapa, vem a parte mais fácil e tranquila de todo o percurso. É só seguir por uma trilha normal até o topo. O caminho proporciona vistas maravilhosas desse lado do Rio.

A sensação de chegar no topo do Pão de Açúcar com suas próprias pernas, seu próprio esforço é maravilhosa. Me sinto uma exploradora descobrindo caminhos novos, uma sensação de missão cumprida. É impagável.

Chegando no topo curtimos um pouco o visual incrível e depois descemos de bondinho até o Morro da Urca (nesse não tem que esperar até 19h, hahaha).

Nosso passeio incluiu também um rapel mega divertido no Morro da Urca, que explico melhor nesse post aqui.

Por fim, descemos pela trilha da Urca e terminamos mais um dia esgotados, porém com as energias renovadas.

Parabéns a equipe do paraíso Radical, gente muito boa, atenciosos, mega profissionais.

A galera que foi conosco também era super do bem, Thiago, Vivi, Beth, Fabi, Simone, Jaque, Sagat, Moises, Alessandro Pqd. Só tenho que agradecer essa galera super alto astral que tornou esse dia mais que especial pra mim.

Contato: Instagram @paraisoradical

0 Comentários
Escreva seu comentário
Comente via facebook
Instagram
@seguindo_viagem
css.php