Fechar
Brasil, Ecoturismo, Encontro das Águas, Manaus

Melhor Passeio de barco em Manaus – Encontro das Águas, Nado com botos e Aldeia Indígena

26 de maio de 2016

Visitar o Encontro das Águas é um passeio obrigatório para quem vem a Manaus. As excursões atradicionais oferecem basicamente o mesmo roteiro: Encontro das Águas, Parque Ecológico Janauari, Floresta Inundada, Vitória-Régia e almoço num restaurante flutuante. É um passeio feito em barcos grandes e que dura quase o dia todo, começando às 9h e terminando às 15h.

Uma outra forma bem mais proveitosa de fazer esse passeio é em lanchas rápidas, que conseguem visitar mais lugares em menos tempo. Além de conhecer todos os lugares do passeio tradicional, você ainda nada com botos e visita uma aldeia indígena, o que torna a sua experiência na Amazônia bem mais completa.

Eu fiz esse passeio a convite da Agência Amazing Tours e gostei demais do atendimento e da qualidade do serviço. O Leonardo é super atencioso e tem um enorme cuidado com todos os detalhes. O primeiro diferencial da Amazing Tours é que se você estiver hospedado no Centro de Manaus, eles te pegam no hotel e te deixam no porto de onde sai o passeio.

O passeio começa às 9h no Porto de Manaus. Chegando lá, embarcamos numa lancha rápida super confortável e iniciamos a navegação.

Fizemos uma rápida parada no Terminal Cargueiro do Chibatão para abastecimento no posto flutuante e seguimos viagem.

Não se preocupe se começar a chover durante o passeio, isso é bem comum por aqui. As lanchas são preparadas para aguentar a chuva, elas possuem uma espécie de toldo que dá pra fechar as janelas e não entrar água. Logo a chuva passa e o sol volta a brilhar.

Nossa primeira parada foi no Encontro das Águas, o famoso ponto de encontro entre os Rios Negro e Solimões. Os dois rios correm juntos lado a lado por 12 km sem se misturarem. Após isso eles se juntam e formam o Rio Amazonas. um dos principais meios econômicos e de transporte para os habitantes da cidade de Manaus.

passeio-encontro-das-aguas-manaus-1

O fenômeno acontece devido às diferentes propriedades de cada rio, que são basicamente a velocidade, a temperatura, a densidade e a acidez da água.

O Rio Negro possui uma cor bem escura, proveniente de decomposição vegetal. Seu grau de acidez é elevado, com pH de 3,8 a 4,9. Sua temperatura média é 28º C e corre a uma velocidade de 2 km por hora.

O Rio Solimões tem a cor de café com leite, devido à presença de sedimentos na água. Ele é mais frio que o Rio Negro, sua temperatura é em torno de 22º C e sua velocidade é de 6 km/h.

Dá pra sentir a diferença dos rios com as mãos, o Rio Negro é quentinho e o Rio Solimões é mais gelado.

É maravilhoso ver os dois rios correndo juntos, as cores são muito bonitas, é um verdadeiro espetáculo da natureza.

Em seguida fomos até a Cidade Flutuante do Catalão, uma comunidade que vive sobre as águas a 40 km de Manaus. A comunidade possui mais de 100 casas flutuantes, construídas para aguentar a cheia dos rios. Aqui a vida segue tranquila e calma. Tem de tudo na comunidade, escola, igreja, restaurantes.

passeio-encontro-das-aguas-manaus-16

Fizemos uma parada por lá para ver as lojinhas de artesanato e também pescar pirarucu pra quem quisesse, mas tinha que soltar depois.

Logo após continuamos até a casa de um nativo para ver alguns animais selvagens. Tinha cobra, jacaré e bicho-preguiça. Todo mundo podia pegar e tirar fotos com os animais. Eu peguei os três e foi tranquilo.

A cobra tem uma textura boa, macia, achei que ia seu pegajosa, mas não, é sequinha.

passeio-encontro-das-aguas-manaus-13

E o campeão de fofura foi o bicho preguiça. Ele parece um bebê, é um amorzinho. Amei!

passeio-encontro-das-aguas-manaus-12

A próxima parada foi para almoço no Restaurante Flutuante Rainha da Selva. O almoço é no estilo buffet livre e está incluído no passeio.

No cardápio estão vários pratos típicos da região, como os peixes pirarucu, tambaqui, banana frita e uma variedade de saladas e acompanhamentos. A comida estava deliciosa, tudo fresquinho e saboroso.

passeio-encontro-das-aguas-manaus-15

Depois do almoço fomos caminhando até a Passarela que dá acesso ao Lago repleto de Vitórias-Régias.

Mas antes pausa para ver os macaquinhos no caminho. Eles são fofos, mas não se engane, eles estão prontos para pegar o que tiver dando sopa na mão de vocês, hahaha. Sério, eles ficavam olhando muito pra gente, prontos para atacar se vissem algo do interesse deles.

passeio-encontro-das-aguas-manaus-14

Chegando no lago das vitórias-régias, uma pausa para contemplar essa natureza exuberante. É a coisa mais linda de se ver.

passeio-encontro-das-aguas-manaus-2

passeio-encontro-das-aguas-manaus-3

passeio-encontro-das-aguas-manaus-8 Daqui nós embarcamos novamente e fomos navegar pela Floresta Inundada, um lugar lindo onde a gente passa bem pertinho da mata e tem um reflexo lindo das árvores na água. Só é possível navegar na Floresta Inundada na época da cheia, que vai de fevereiro a maio mais ou menos.

passeio-encontro-das-aguas-manaus-5

passeio-encontro-das-aguas-manaus-4

Depois fomos fazer o nado com botos. Esse momento é bastante aguardado por todos. Formamos dois grupos, colocamos o colete salva-vidas e entramos na água um grupo de cada vez. Assim que entrei na água já foi possível sentir um boto passando na minha perna. Ele é tão macio e gostoso de acariciar. Logo depois vem o cuidador que fica atraindo os botos com um peixe.

passeio-encontro-das-aguas-manaus-17

Os botos vêm famintos em direção ao peixe e até pulam pra comer um peixinho.

A água estava uma delícia, muito bom nadar nesse rio, temperatura ótima.

Por último fomos conhecer uma aldeia indígena, localizada na Reserva São João do Tupé, a 25 quilômetros de Manaus.

Chegando lá, nós entramos numa oca gigante e nos sentamos nos banquinhos para assistir a apresentação do ritual indígena.

passeio-encontro-das-aguas-manaus-7

passeio-encontro-das-aguas-manaus-10

O ritual consiste em 3 apresentações de música e dança e no final os índios pegam os visitantes para dançar e todos festejam juntos. É muito divertido.

Lá dentro tem as barraquinhas de artesanato que cada família vende.

Atrás da oca gigante estão as casas dos índios.

passeio-encontro-das-aguas-manaus-6

Eu adorei esse passeio, foi uma experiência incrível. É um passeio ideal para quem está visitando Manaus e perfeito para quem tem pouco tempo, pois dá pra fazer essas 3 coisas no mesmo dia, Encontro das Águas, Nado com Botos e Aldeia Indígena.

Fiz esse passeio a convite da Agência Amazing Tours em maio de 2016. Recomendo muito os serviços deles, ótimo atendimento e qualidade no serviço.

Site em inglês: http://www.amazingtours.com.br/

Site em português: www.manausjungletours.com

Email: leonardo@amazingtours.com.br

+55 92 991867133 (24Hrs) / +55 92 4101-9081

Skype: leonardodelimamendes

3 Comentários
Escreva seu comentário
Comente via facebook
3 Comentários
  1. […] 1.Ver o Encontro das Águas […]

  2. Dirceu lucio    13/06/2017 - 20h02

    Gostaria muito eu e minha esposa de fazer esse passeio com vcs, é para o mês de setembro,gostaria de saber o preço para duas pessoas e se já podemos efetuar o pagto

    • Dayana    19/06/2017 - 10h32

      Olá Dirceu, entre em contato com a agência que faz o passeio pelo email leonardo@amazingtours.com.br ou pelos telefones (92) 991867133 / (92) 4101-9081
      Obrigada

Instagram
@seguindo_viagem
css.php