Fechar
Vassouras

Vassouras

16 de julho de 2017

No último fim de semana fomos para Vassouras com a Rosanetur Grupo de Viagem. Passamos 3 dias por esse  importante destino turístico do interior do Rio de Janeiro.

Vassouras é um município do Vale do Paraíba fluminense que possui um riquíssimo legado histórico cultural, herança da época do café.

Conhecida no século 19 como a Cidade dos  Barões, Vassouras viveu de perto o período chamado de  “Ouro Verde”, época em que a economia era movida pelo cultivo do café e pela mão de obra escrava.

Um pouco de história

Nos anos de 1860, o Brasil era líder na exportação de café e a região do vale do café era responsável por 75% da produção de café no mundo inteiro.

Devido ao grande crescimento econômico da região na época, os barões construíram belas fazendas e algumas delas tornaram-se atrações turísticas.

Origem do nome Vassouras

Vassouras está associado a um arbusto que foi muito abundante na região conhecido como “tupeiçaba” ou “guaxima”, popularmente chamado de vassourinha.

Cidade Universitária

Vassouras é sede de uma das mais conceituadas faculdades de Medicina do interior do Rio de Janeiro, a Universidade Severino Sombra,  e tem clima de cidade universitária com muito movimento de estudantes circulando pelas ruas, nos barzinhos.

Terceiro Melhor Clima do Mundo

O clima da região do Vale do Paraíba é considerado o terceiro melhor do mundo, com temperaturas agradáveis, ar puro, e umidade adequada.

Como chegar

O acesso é pela BR 116 (Via Dutra). Depois do primeiro pedágio, pegue a saída 212 e siga pela RJ 127 em direção a Paracambi, passando por Paulo de Frontin e Mendes.

Onde ficar

Nos hospedamos no Hotel Mara Palace localizado no centrinho de Vassouras, bem perto da praça principal.

A comida do hotel era muito saborosa, várias opções de pratos quentes, carnes, saladas.

Na noite de sábado o hotel organizou uma festa junina muito animada, com música, brincadeiras e comidinhas típicas.

Principais Atrações de Vassouras

A melhor forma de conhecer Vassouras é caminhar pelo Centro Histórico e observar seu belo conjunto urbanístico e paisagístico tombado pelo IPHAN.

Praça Barão de Campo Belo

Um dos principais cartões postais de Vassouras, uma bela praça emoldurada por palmeiras imperiais e casarões coloniais. No centro da praça está o Chafariz Monumental, que abastecia a Vila de Vassouras na época.

Foi construída entre 1835 e 1857 pelo Barão de Campo Belo. Seu conjunto arquitetônico é tombado pelo IPHAN.

Ao redor da praça encontram-se vários prédios importantes como a Câmara Municipal; o Paço Municipal (antiga casa do Barão de Ribeirão e que já funcionou como hotel, hospedando a Princesa Isabel); a Casa do Barão de Vassouras e o Shopping Casario, que conta com restaurantes e cinema.

Matriz de Nossa Senhora da Conceição

Um dos destaques da Praça Barão de Campo Belo é a Matriz de Nossa Senhora da Conceição, erguida em 1846. A igreja também é palco para as encenações que contam a história do Império, com artistas que se vestem de escravos, barões e baronesas.

Entre outras curiosidades descobrimos a origem do nome do doce pé-de-moleque, que seria uma resposta das mulheres que vendiam o doce aos meninos que tentavam roubar: Não roube, pede moleque!

Outra hipótese é a de que o doce pé-de-moleque seria uma referência ao calçamento de pedras irregulares, que tinha esse nome.

Museu Casa da Hera

É um museu que mostra como era a casa de uma família rica durante o apogeu das plantações de café no Vale do Paraíba. É a única residência dessa região que mantém o mesmo mobiliário e tratamento original de seu interior desde o século XIX.

Além de visitar o interior da casa, o visitante pode caminhar pelo belo jardim do Museu e seu extenso corredor de bambus, também chamado de túnel do amor.

O nome do museu vem do fato das paredes externas serem todas cobertas por hera, planta conhecida também como trepadeira

Legenda: Do lado de fora, as paredes cobertas por heras chamam a atenção.

Passeio de Bondinho

Uma ótima forma de conhecer Vassouras é fazendo o passeio de bondinho, que passa pelos principais pontos da cidade ao som de animadas músicas.

Estação Ferroviária de Vassouras

A antiga estação que ligava Vassouras a Rio das Mortes por meio de bondes puxados a lombo de burro hoje abriga o Centro de Atendimento ao Turista e o Memorial do Trem.

Do lado de fora está uma locomotiva a vapor de 1889 que foi doada pela Prefeitura de Vassouras em homenagem aos 159 anos da elevação da Vila de Vassouras à categoria de cidade.

Festival do Café

Um evento que acontece no mês de julho e conta com programação musical com vários ritmos da música brasileira, apresentações nas praças, igrejas e fazendas.

Fazendas Históricas

As fazendas históricas mantêm preservadas sua arquitetura e contam um pouco da história

No dia da nossa chegada em Vassouras fomos conhecer a fazenda Ponte Alta, uma fazenda original da época do café localizada em Barra do Piraí.

Durante a visita nós fomos recebidos pelo Barão de Mambucaba e pela Baronesa vestidos com trajes de época e conhecemos as dependências da fazenda.

Conhecer a fazenda é fazer uma viagem no tempo e saber um pouco mais como viviam as pessoas naquela época. De um lado os barões ostentando poder e riqueza e do outros os escravos vivendo em condições sub humanas.

A Fazenda Ponte Alta é muito bonita e rodeada por belos morros e muito verde.

No local também funciona uma pousada e à noite estava acontencendo a tradicional festa junina.

O local conta com um museu com peças originais utilizadas pelos escravos.

Essa é a parte mais triste, os instrumentos de tortura que eles usavam nos escravos.

Na parede, um quadro com a Lei Áurea, que aboliu a escravidão no Brasil.

Uma das partes mais legais da visita é o Sarau Histórico, uma encenação realizada na capela da senzala com muita história, música e danças tradicionais do Império, como a Valsa, a Polca e o Minueto.

Um fato muito interessante é que o Presidente Getúlio Vargas era um frequentador assíduo da Fazenda Ponte Alta, tendo comemorado seus últimos 5 aniversários lá.

Outro lugar que nós visitamos foi a Fazenda Mulungu Vermelho, onde fomos recebidos pela proprietária, uma senhora muito simpática.

A fazenda é um casarão enorme, com vários cômodos super bem mobiliados e com vários objetos de decoração, fotografias de família. Dá pra ver que eles viveram mesmo aqui.

Depois da visita eles oferecem um delicioso chá da tarde, com pães, bolos, canjica, sucos, tudo em louças impecáveis.

Vale a pena visitar Vassouras e ver e ouvir essas histórias ao vivo.

0 Comentários
Escreva seu comentário
Comente via facebook
Instagram
@seguindo_viagem
css.php