Fechar
Jalapão, Tocantins

Jalapão – Dia 1 – Canyon Sussuapara, Rio Sono e Pedra Furada

05 de maio de 2017

Começando a série de relatos sobre a expedição Jalapão, vou explicar como foi o primeiro dia da viagem. Sugiro começar lendo nosso post de introdução: Dicas do Jalapão.

Eu fui para o Jalapão com a agência Jalapão Selvagem numa expedição de 4 dias. Comprei a passagem para Palmas chegando no dia 27 de abril, um dia antes de começar a expedição para o Jalapão e aproveitei para conhecer a cidade, que é bem interessante. Fiquei hospedada no Hotel Jardim do Porto, bem perto localizado, pertinho da Praça dos Girassóis.

No dia seguinte, 28 de abril, recebi a notícia que as outras duas meninas que iriam conosco para o Jalapão não conseguiram embarcar em São Paulo em virtude da greve geral que ocorreu naquela sexta-feira em todo o Brasil.

Para não prejudicar o passeio, o Gallery da Jalapão Selvagem se uniu ao seu amigo Douglas da Cerrado Dourado e pensaram numa solução. Eu seguiria com o grupo do Douglas, que também tinha uma pessoa que não conseguiu chegar em Palmas e o Gallery ficaria em Palmas esperando os demais chegarem.

O Douglas e o Gallery são amigos de infância e achei muito legal esse companheirismo e o fato deles se ajudarem nessa situação. Nos outros dias os dois carros ficavam andando juntos e nos encontrávamos em todos os atrativos. Formamos um grupo muito legal e a viagem se tornou ainda mais especial pela amizade formada.

Às 8:30h o Douglas da Cerrado Dourado passou no meu hotel e seguimos para pegar o restante do grupo, um casal de São Paulo, o Renato e a Michele, um casal do Rio, o Beto e a Debora e a Paloma do Rio de Janeiro. A amiga da Paloma, Mari, ainda não tinha conseguido chegar em Palmas.

Tudo pronto iniciamos a expedição num carro de 7 lugares. As mochilas vão na parte de cima e dentro do carro tinha água e balinhas à disposição. Partimos em direção à cidade de Ponte Alta do Tocantins, que é a porta de entrada do Jalapão. O primeiro trecho é asfaltado, mas depois é só estrada de terra, um terreno bastante arenoso e de difícil acesso, onde só é possível circular com um carro 4×4. A paisagem vai mudando bastante ao longo do caminho, a estrada vai ficando bem vermelha e a vegetação verdinha em volta.

A viagem até lá durou cerca de 2 horas e foi bem tranquila.

Canyon Sussuapara

Nossa primeira parada foi no Canyon Sussuapara, um incrível canyon com paredões avermelhados cobertos de vegetação e raízes penduradas que ficam pingando água. No fundo do canyon tem uma queda d’água e corre um riozinho.

canyon-sussuapara-jalapão

Para entrar no canyon é preciso descer uma trilha bem curtinha e tranquila. A descida é por uma escada natural onde é possível se apoiar nos troncos e nas pedras.

canyon-sussuapara-jalapão

O cenário lá dentro é bem bonito.

canyon-sussuapara-jalapão

canyon-sussuapara-jalapão

canyon-sussuapara-jalapão

canyon-sussuapara-jalapão

Depois de visitar o Canyon Sussuapara, seguimos para a pousada em Ponte Alta. Ficamos na pousada Águas do Jalapão, uma pousadinha simples, mas confortável, com piscina e restaurante que servia almoço e jantar.

pousada-águas-do-jalapão

pousada-águas-do-jalapão

Os quartos tinham ar condicionado, televisão e chuveiro elétrico. As camas eram bem confortáveis, dormimos muito bem.

Almoçamos uma deliciosa comidinha caseira, tinha carne, peixe, farofa, arroz, feijão, macarrão, abóbora, salada e uma berinjela frita muito gostosa.

pousada-águas-do-jalapão   pousada-águas-do-jalapão

Cachoeira do Rio Soninho

Depois do almoço fomos explorar os atrativos da região. Seguimos para a Cachoeira do Rio Soninho, uma bela queda d’água que a gente vê de cima.

cachoeira-do-rio-soninho

Um pouco mais a frente é possível avistar a cachoeira de frente e os cânions que se formam lá embaixo.

cachoeira-do-rio-soninho

O banho não é permitido aqui e é preciso ter atenção quando estiver andando pela pedras.

cachoeira-do-rio-soninho-jalapão

Rio Sono

Em seguida fomos tomar banho no Rio Sono, num trecho que forma um lajeado rasinho ótimo para se refrescar.

rio-sono-jalapão

 

rio-sono-jalapão

Pedra Furada

No final da tarde seguimos para a Pedra Furada, que é o ponto alto do primeiro dia. A Pedra Furada é uma formação rochosa gigantesca esculpida pela ação dos ventos e da chuva que formaram vários buracos na pedra. Esse buraco maior tem o formato de um portal e é aqui que se tira aquela foto de cartão-postal do Jalapão. É muito interessante a cor rosada da rocha e a forma arredondada das paredes.

pedra-furada-jalapão

O chão é cheio de areia fofinha, é muito gostodo andar descalça aqui.

pedra-furada-jalapão

O melhor horário para visitar a Pedra Furada é no pôr do sol, que em determinada época do ano fica bem no meio do furo da pedra. Não demos sorte com o tempo do primeiro dia, estava bem nublado quando fomos e não teve um pôr do sol bonito.

pedra-furada-jalapão

Quando chegamos na Pedra Furada encontramos com o grupo do Gallery, da Jalapão Selvagem, que tinha chegado com as meninas que tiveram problemas no voo.

Capim Dourado

Depois de um dia cheio de atividades, voltamos para a cidade e passamos numa lojinha de artesanato para conferir as peças feitas de capim dourado, uma espécie de sempre-viva que só cresce nos campos de veredas do Jalapão. Seu nome vem da cor dourada brilhante que ele possui. Com ele é possível confeccionar vários objetos decorativos, acessórios como pulseiras, brincos, bolsas.

artesanato-capim-dourado-jalapão

artesanato-capim-dourado-jalapão

O capim dourado é conhecido como o ouro do Tocantins e a colheita é feita entre os meses de setembro a novembro para evitar a extinção da espécie.

artesanato-capim-dourado-jalapão

Depois voltamos para a pousada para jantar e descansar. Lembrando que as 3 refeições estão incluídas no pacote.

Esse foi o primeiro dia da expedição Jalapão e eu já fiquei maravilhada com as belezas que vimos.

Fiz essa viagem à convite da agência Jalapão Selvagem, porém todo o relato é baseado na minha experiência pessoal com total liberdade e compromisso com nossos leitores.

Informações

Jalapão Selvagem

Site: https://www.jalapaoselvagem.com/

Telefone: 63 – 8401-4222

Email: jalapaoselvagem@gmail.com

Confia todos os posts do Jalapão:

Dicas do Jalapão

Jalapão – Dia 1 – Canyon Sussuapara, Rio Novo e Pedra Furada

Jalapão – Dia 2 – Cachoeira da Velha, Prainha e Dunas

Jalapão – Dia 3 – Fervedouros e Cachoeira do Formiga

Jalapão – Dia 4 – Fervedouro Bela Vista, Cachoeira das Araras e Morro Vermelho

 

1 Comentário
Escreva seu comentário
Comente via facebook
1 Comentário
  1. […] Jalapão – Dia 1 – Canyon Sussuapara, Rio Novo e Pedra Furada […]

Instagram
@seguindo_viagem
css.php