Fechar
Gran Sabana

Passeio pela Gran Sabana na Venezuela

13 de novembro de 2017

A Gran Sabana é uma belíssima região da Venezuela bem próxima da fronteira com o Brasil que possui um cenário fantástico rodeado de tepuys e muitas cachoeiras. Foi lá que foram gravadas cenas do famoso filme Jurassic Park. Vem comigo descobrir como é o passeio pela Gran Sabana, na Venezuela.

Gran Sabana - Venezuela

Gran Sabana – Venezuela

A Gran Sabana é um dos lugares mais antigos do mundo e seu nome significa Grande Selva. Lá você vai encontrar paisagens belíssimas pela estrada e se deliciar com as mais de 800 cachoeiras.

Localizada no Parque Nacional Canaima, a região abriga o imponente Monte Roraima e também a maior cachoeira do mundo em queda livre, o Salto Angel.

Desde que fui para o Monte Roraima em abril de 2017 estava querendo voltar para conhecer melhor a Gran Sabana.

Como chegar na Gran Sabana

O acesso à Gran Sabana é fácil, pois fica bem próxima de Santa Elena de Uairén, cidade que faz fronteira com o Brasil pelo estado de Roraima. Santa Elena fica a cerca de 2 horas de Boa Vista, capital de Roraima.

A melhor forma de explorar a Gran Sabana é em caminhonetes 4×4, pois alguns lugares são de difícil acesso. Por isso, recomendo fazer o passeio pela Gran Sabana contratando uma excursão, pois eles vão te levar com motoristas e guias locais que conhecem bem o trajeto.

Em Boa Vista tem uma agência chamada Clube Native que faz excursões para Gran Sabana com um ótimo preço.

Conheci a Clube Native quando estava pesquisando uma empresa brasileira que levasse para o Monte Roraima. Eles tem um preço super justo e um serviço excelente. Tem vários posts aqui no blog contando como foi essa viagem, os nossos guias venezuelanos eram super atenciosos, a comida era boa, barracas ótimas, não tenho do que reclamar.

Gostei bastante da minha experiência no Monte Roraima e resolvi repetir na Gran Sabana.

A excursão para Gran Sabana inclui transporte saindo de Boa Vista até Pacaraima (última cidade brasileira antes da fronteira), hospedagem em camping ou pousada, transporte em caminhonete 4×4 com motoristas e guias. A única coisa que não está incluída é a alimentação, o que é muito barato na Venezuela, menos de 10 reais uma refeição.

Vale muito a pena contratar essa excursão. O preço do pacote de 2 dias era R$190,00 (novembro 2017).

Documentação

Para entrar na Venezuela basta estar portando identidade. Para ir apenas até a Gran Sabana eles não pedem aquele Certificado Internacional de Vacinação contra febre amarela.

Nós cruzamos a fronteira sem problemas, eles nem pediram nossa identidade.

Como é a excursão para Gran Sabana

A excursão sai de Boa Vista pela manhã bem cedo. O ponto de encontro é em frente à agência Clube Native no centro da cidade.

Enbarcamos numa van e partimos em direção à Pacaraima. No caminho fizemos uma parada para tomar café da manhã. Não deixe de experimentar a famosa paçoca de carne de sol, é deliciosa.

Ponto da Paçoca em Pacaraima

Ponto da Paçoca em Pacaraima

Em Pacaraima, nós passamos para as caminhonetes venezuelanas. É aqui onde o pessoal faz o câmbio. Não troque muito dinheiro, para não sobrar muito. Você vai precisar de dinheiro apenas para comprar bebidas e algumas comidinhas pra levar na viagem e as refeições (2 almoços, 1 jantar e 1 café da manhã) e algumas lembrancinhas. Quem quiser pode levar só real também que eles aceitam.

Depois seguimos para Santa Elena de Uairém, onde fizemos uma parada para comprar comidinhas e bebidas nos mercadinhos. Nesse dia o almoço é um pouco mais tarde, então é bom comprar uns petiscos para ir comendo no caminho. Vale a pena comprar uns biscoitos, chocolates e o famoso Pirulim (um canudinho recheado com creme de avelã). Lá tem também um chocolate bom pra levar na trilha, ele parece uma pasta de dente numa embalagem de metal, tem de ovomaltine e nucita (tipo nutella).

Clube Native - Gran sabana

Clube Native – Gran sabana

De Santa Elena pegamos a estrada para a tão esperada Gran Sabana.

Excursão - Gran Sabana - Venezuela

A paisagem começou a mudar e nós ficamos encantados com as belezas do caminho. Eu fiquei apaixonada nesse cenário da Gran Sabana, os morros, as cores da vegetação ao redor formavam uma paisagem linda.

Excursão Gran Sabana - Venezuela - Clube Native

Nossa primeira parada foi na Cachoeira Véu de Noiva, uma bela queda d’água com poço para tomar banho. Caminhamos uns 5 minutos e já chegamos na cachoeira.

Cachoeira Véu de Noiva - Gran Sabana - Venezuela

Cachoeira Véu de Noiva – Gran Sabana – Venezuela

A água era bem transparente e tinha uma cor meio esverdeada linda.

Cachoeira Véu de Noiva - Gran Sabana - Venezuela

Cachoeira Véu de Noiva - Gran Sabana - Venezuela

Cachoeira Véu de Noiva - Gran Sabana - Venezuela

À direita da cachoeira tem uma trilha que leva para outra cachoeira maior. O caminho é meio escorregadio, mas dá pra ir. A queda é bem bonita e forma uma piscina rasinha.

Cachoeira Véu de Noiva - Gran Sabana - Venezuela

Cachoeira Véu de Noiva - Gran Sabana - Venezuela

Depois dessa cachoeira fomos almoçar num restaurante em San Francisco, um vilarejo próximo. A comidinha estava deliciosa, frango assado, arroz e salada de repolho com cenoura.

Restaurante em San Francisco - Venezuela

Restaurante em San Francisco – Venezuela

continuamos visitando outras cachoeiras pelo caminho, pena que começou a chover, mas o pessoal aproveitou mesmo com chuva.

Essa última foi só para contemplação porque começou a chover e o volume de água aumentou muito.

No final da tarde seguimos para nossa pousada em San Francisco de Yuruani, onde pernoitamos.

Nosso quarto na pousada.

Nessa viagem teria um lual, mas infelizmente teve que ser cancelado por causa da chuva. Algumas pessoas iriam acampar no local do lual, mas com a forte chuva todos foram acomodados na pousada. Mesmo assim, o pessoal se reuniu no salão para ouvir música e conversar.

No dia seguinte acordamos por volta das 7h e fomos tomar café da manhã.

No café tinha pão, ovo, queijo, presunto e arepa (um prato tracional da venezuela feito com milho).

Aproveitamos para dar uma olhada nos artesanatos e comprar lembrancinhas da Gran Sabana.

Após o café, embarcamos nas caminhotes para mais um dia explorando as belezas da Gran Sabana. Fez um dia bem bonito, com muito sol e calor, ótimo para aproveitar as cachoeiras e as paisagens.

A primeira parada do dia foi num mirante que dava para ver todo o conjunto de Tepuys, incluindo o emblemático Monte Roraima.

Com a Vivian do blog Macuxi Viajante.

Galera do clube Native reunida. Nosso grupo era bem grande, foram 5 caminhotes.

Continuamos nosso passeio para outro ponto mais próximo dos Tepuys. Na estrada era possível vê-los nitidamente.

Paramos num lugar com uma super vista do Monte Roraima.

Nesse local tinha uma cachoeira para banho.

Desse ponto prosseguimos para visitar mais duas cachoeiras. Dessa vez era preciso fazer uma trilha de uns 15 minutos até a primeira.

Quem quisesse poderia ficar nessa primeira cachoeira esperando o grupo voltar da segunda. Para essa segunda cachoeira era preciso atravessar essa primeira pelas pedras e continuar por uma trilha um pouco íngreme.

A travessia foi feita com ajuda dos guias e eles recomendavam estar de meia para dar aderência nas pedras e evitar escorregar.

Vale a pena ir até a segunda cachoeira, ela é bem maior e muito linda, num lugar bem fechado cercada de verde.

O poço é bem grande e dá pra ir nadando pela lateral e ficar bem embaixo da queda.

Agradecimento especial à família Clube Native que tornou essa viagem ainda mais especial.

Informações

Clube Native

Instagram: @clubenative

Telefones:

(95) 981209459

(95) 981009710

 

0 Comentários
Escreva seu comentário
Comente via facebook
Instagram
@seguindo_viagem
css.php