Fechar
Cachoeira, Destinos Nacionais, Ecoturismo, Serra do Cipó

Serra do Cipó

03 de fevereiro de 2016

No carnaval fiz uma viagem muito legal para a Serra do Cipó com os amigos do Trilhando Montanhas.

Saímos do Rio na sexta-feira à noite e fomos de carro pra lá. Nos hospedamos na Pousada Grande Pedreira, uma pousada excelente bem pertinho das principais atrações.

Nos 4 dias que passamos lá fizemos bastante coisa, conhecemos várias cachoeiras, fizemos trilhas, andamos de bike, deu pra aproveitar muito.

Bem pertinho de Belo Horizonte, a apenas 100 km de distância, está uma das regiões mais lindas de Minas Gerais, a Serra do Cipó.

A Serra do Cipó faz parte da Serra do Espinhaço e divide as bacias do rio São Francisco e do Rio Doce, formando paisagens maravilhosas com muitas cachoeiras, cânions, paredões, grutas, riachos.

Apelidado de Jardim do Brasil pelo paisagista Burle Max, a Serra do Cipó possui uma enorme variedade de flores como orquídeas, sempre-vivas, bromélias e canelas-de-ema.

A região também guarda preciosos Campos Rupestres com pinturas feitas há mais de 12 mil anos pelos primitivos.

Para proteger toda essa riqueza natural, foi criado o Parque Nacional da Serra do Cipó, que abrange os municípios de Jaboticatubas, Santana do Riacho, Morro do Pilar e Conceição do Mato Dentro.

A porta de entrada da Serra do Cipó é o município de Santana do Riacho, onde estão as principais hospedagens e o centrinho com restaurantes, bares e lojas.

Pra quem gosta de aventura dá pra fazer várias atividades por lá também, como rapel, ciclismo, alpinismo, trekking, canoagem, entre outros.

serra-do-cipo-2

Como chegar

De avião: O aeroporto de Confins é o mais próximo, a 60 km d e distância e o da Pampulha fica a 100 km da Serra do Cipó.

De carro: Saindo de Belo Horizonte, o acesso é pela Rodovia MG -010 até o município de Santana do Riacho, distrito Serra do Cipó.

De ônibus: A empresa Saritur opera o trajeto Belo Horizonte x Serra do Cipó

Quando ir

O melhor período para visitar a região é durante a seca, que vai de maio a setembro.

De dezembro a março chove bastante, dificultando o acesso pelas estradas de terra e trilhas e podendo trazer risco de tromba d’água.

Onde ficar

Nos hospedamos na Pousada Grande Pedreira, uma pousada muito boa com piscina, café da manhã. A pousada tem uma vista linda para a Pedreira e fica perto de atrações como a Cachoeira Véu de Noiva e a Cachoeira Grande. A pousada também tem uma área para camping com boa infraestrutura.

pousada-grande-3 pousada-grande-2 pousada-grande-1

Uma parte do nosso grupo ficou no camping Véu de Noiva.

O que fazer

Parque Nacional Serra do Cipó

O Parque possui mais de 60 cachoeiras acessíveis por trilhas que podem ser feitas à pé, de bicicleta ou à cavalo. As trilhas são longas e é preciso ter preparo físico para aguentar os longos percursos, principalmente sob sol forte.

     serra-do-cipo-9

Dentro do Parque nós visitamos apenas a Cachoeira da Farofa e o Cânion das Bandeirinhas. Optamos por fazer o percurso de bicicleta para otimizar o tempo e conseguir visitar os dois no mesmo dia. Foi um dia bem puxado, pedalamos um total de 32 km pelo parque, mas com certeza fomos recompensados por belas paisagens que fizeram o esforço valer a pena.

Pegamos trechos com muita lama e outros com areia fofa, atravessamos rios, carregamos a bike no braço, pedalamos muito sob o sol forte, mas também paramos várias vezes para nos refrescar. faria tudo novamente. Foi bom demais.

O bom é que o percurso é bem plano, não tem subida pesada, então dá pra fazer tranquilo. o que nos cansou mais foi o sol forte.

Informações:

Entrada gratuita

Endereço: Rodovia MG-10, Km 96 – Distrito da Serra do Cipó – Santana do Riacho – MG

Tel: (31) 3718-7228 / 7237

Cachoeira da Farofa

É uma das mais visitadas do Parque e para chegar é preciso fazer uma trilha de 7km, que pode ser percorrida à pé, de bicicleta ou até mesmo à cavalo. Andando leva em torno de 2 horas e de bike cerca de 40 min. O caminho dos cavalos é outro diferente.

serra-do-cipo-4

 

Não é necessário guia para chegar na Cachoeira da Farofa. O caminho é bem sinalizado e fácil.

A cachoeira possui uma queda de 80 metros e forma uma piscina natural deliciosa. Dá pra ir nadando tranquilamente até a base da cachoeira e ficar nas pedras atrás da queda, tomando banho, uma delícia.

serra-do-cipo-10

Cânion das Bandeirinhas

Esse é certamente um dos lugares mais lindos da Serra do Cipó. O cânion das Bandeirinhas é formado por um espaço existente entre a Serra dos Confins e a Serra das Bandeirinhas. Seus 6 km de extensão, cortados pelo Ribeirão Bandeirinhas, formam vários poços excelentes para banho. É maravilhoso nadar nessas águas cercada pelos paredões gigantes.

          canions-gp-29

A trilha até os cânions possui 12 km desde a portaria e 6,5 km a partir da Cachoeira da Farofa. Optamos por alugar uma bike para otimizar o tempo e conseguir conhecer a Cachoeira da Farofa e os Cânions no mesmo dia. Foi a melhor opção. Andando são 3:30h só de ida e só daria tempo de conhecer um lugar.

canions-10

O caminho é plano, mas é preciso cruzar um rio pra chegar até lá. O rio é raso e cheio de pedras escorregadias no fundo, é preciso cuidado ao atravessar. Aproveitamos para fazer uma pausa e nos refrescar por aqui, hehe, o sol tava muito forte.

serra-do-cipo-11

Cachoeira Véu de Noiva

É a cachoeira com acesso mais fácil, apenas 5 minutos de caminhada.

Fica dentro do camping da ACM e possui uma infraestrutura muito boa, com quadras, restaurante, banheiros.

Possui 3 quedas, sendo a maior delas com 120 metros de altura. A cachoeira forma uma imensa piscina e é permitido saltar de uma plataforma de uns 5 metros de altura. É uma delícia pular daqui. A galera se divertiu. Tem guarda-vidas também.

veu-de-noiva-cipo-91serra-do-cipo-1

A entrada custa R$27,00. Nossa pousada nos deu um voucher de desconto e a entrada saiu por R$24,00.

Cachoeira Grande

Um dos principais cartões postais da Serra do Cipó, a Cachoeira Grande é uma linda queda formada pelo Rio Cipó e possui 60 metros de extensão e 10 metros de altura.

cachoeira-grande-serra-do-cipo-1

cachoeira-grande-serra-do-cipo-4

Fica bem no centrinho de Santana do Riacho e o acesso é por uma estrada de terra de 2km.

Possui um enorme poço e é bem tranquilo chegar embaixo das quedas.

Dá pra fazer passeio guiado de caiaque no rio acima da cachoeira.

Dentro do complexo existem outras cachoeiras menores e mais tranquilas, como a do Tomé e da Chica e também o Lageado.

cachoeira-grande-serra-do-cipo-3

cachoeira-grande-serra-do-cipo-2

Horário de funcionamento: 8h às 18h.

Como fica dentro de propriedade privada, é cobrada entrada no valor de R$30,00.

Tem estacionamento no local

Dica: Chegue cedo porque o acesso é limitado a um número máximo de pessoas por dia

Lá dentro não tem restaurante e não é permitido fazer fogueira nem levar bebida alcoólica. Pode sair para almoçar e retornar depois.

Cachoeira Serra Morena

É um complexo com 3 belas cachoeiras, a I, a II e a III. Só visitamos a II que é a maior queda com 40 metros de altura. A trilha até a cachoeira é tranquila, uns 15 minutos de caminhada.

Também é localizada dentro de propriedade particular e a entrada custa R$30,00.

O local conta com banheiro, restaurante, camping e tem até uma pousada lá dentro.

serra-do-cipo-8

serra-do-cipo-7

Fica a 15 km do centro sendo que 6 km são em estrada de terra chatinha, mas dá pra ir de carro.

Como chegar: Estrada para Vau da Lagoa, km 5, acesso pelo km 104,5 da MG 010 sentido Serro.

Cachoeira do Tabuleiro

É a maior cachoeira de Minas e a terceira maior do Brasil, com 273 metros de extensão.

cachoeira-do-tabuleiro-serra-do-cipo-3

A cachoeira fica dentro do Parque Natural Municipal do Tabuleiro, no município de Conceição do Mato Dentro, a cerca de 1:40h de Santana do Riacho.

serra-do-cipo-12

A entrada no Parque custa R$10,00

A trilha começa no alto e é preciso descer até o vale e então seguir beirando o rio, caminhando pelas pedras. Essa trilha fica fechada se houver previsão de chuva devido ao sério risco de tromba d’água.

serra-do-cipo-6 cachoeira-do-tabuleiro-serra-do-cipo-6

O caminho é lindo, o tempo inteiro com o visual da cachoeira e vai ficando ainda mais bonita a medida em que nos aproximamos. O caminho exige atenção porque é o tempo todo por cima das pedras e cruzando o rio. No entanto, o mais difícil dessa trilha era se concentrar no caminho porque a vontade era de ficar o tempo todo admirando a beleza do local.

cachoeira-do-tabuleiro-serra-do-cipo-4

E pra ficar ainda mais perfeito, a natureza nos brindou com um lindo coração, formado pela vegetação, o paredão e a cachoeira. Como não se apaixonar por esse lugar!

cachoeira-do-tabuleiro-serra-do-cipo-1

No meio do caminho tem vários poços ótimos pra banho e a temperatura da água é uma delícia.

A cachoeira forma um poço gigante ótimo para nadar. Chegar na base da queda é um desafio e tanto. Esse foi um lugar mais que especial na Serra do Cipó.

cachoeira-do-tabuleiro-serra-do-cipo-2

Na volta nós íamos passar no mirante, mas estávamos tão cansados que desistimos. No caminho paramos para fazer essas fotos em perspectiva, essa cachoeira é ótima para brincar com as fotos.

cachoeira-do-tabuleiro-serra-do-cipo-5

Essas foram as cachoeiras que nós visitamos. Existem muitas outras como a Cachoeira das Andorinhas, Cachoeira do Gavião, cachoeira do Trombador, Cachoeira da Caverna, entre outras. Vale a pena voltar em uma outra ocasião e conhecer as outras, tem muita coisa linda por aqui.

Ainda aproveitei o slackline que estava montado no parque.

serra-do-cipo-5

Dicas:

Não tem banco nem caixa eletrônico em Santana do Riacho

O posto de gasolina mais próximo fica em São José do Almeida, a 28 km (MG-010, Km 68,5 – sentido Lagoa Santa)

Para algumas trilhas é obrigatória a presença de um guia.

Alugamos as bicicletas no centro a R$35,00 a comum e R$50,00 com suspensão

Atenção ao risco de tromba d’água. A qualquer indício de chuva volte para a portaria.

Importante levar:

Repelente

tênis ou bota de trekking

lanche

água

boné

protetor solar

toalha (foi muito útil pra eu secar o pé antes de calçar o tênis)

6 Comentários
Escreva seu comentário
Comente via facebook
6 Comentários
  1. ADILIO DOS SANTOS GOMES    26/11/2016 - 03h20

    Quanta beleza Minas tem.

    • Dayana    24/04/2017 - 15h03

      Verdade, Adilio! Minas Gerais é riquíssima em belezas naturais.

  2. Júlio Márcio    22/04/2017 - 11h01

    Muito bom, bem redigido e ótimas dicas!

    • Dayana    24/04/2017 - 15h03

      Muito obrigada Júlio.

  3. Samuel Cachoeira Tabuleiro    22/05/2017 - 21h21

    Gratidão por divulgar as cachoeiras gigantes do Brasil, Minas Gerais e a cachoeira do coração Tabuleiro.
    Sou Samuel guia no Tabuleiro e proprietário da Pousada da Gameleira.
    Será um grande prazer receber e guiar voces pela cachoeira do Tabuleiro, sitio arqueológico e outras 70 cachoeiras na região, maravilhas do nosso quintal, compartilhando energias e vivencias espirituais, reforçando o encontro da vida na natureza e nossa arvore gameleira com 458 anos.
    Paz luz felicidades.
    Inté namaste!
    Samuel ace
    reserva@pousadadagameleira.com.br
    31-99263-2968 whatsapp

    • Dayana    23/05/2017 - 10h36

      Obrigada Samuel, essa região é belíssima e merece ser divulgada.

Instagram
@seguindo_viagem
css.php