Fechar
Cachoeira, Ecoturismo, Ibitipoca

Ibitipoca

03 de julho de 2015

O Parque Estadual do Ibitipoca é uma bela reserva natural na Serra da Mantiqueira emoldurado por cadeias de morros, paredões rochosos, grutas, riachos, piscinas naturais e cachoeiras deslumbrantes.

O parque abriga a maior quantidade de grutas do Brasil e atrai amantes da natureza (e de longas caminhadas) que aqui encontram infinitas belezas pelo caminho.

A palavra Ibitipoca significa  “montanha estourada” ou  “serra fendida”, por causa do grande índice de raios e trovões que caem nessa região.

O Parque possui ótima infraestrutura com estacionamento, restaurante, lanchonete, banheiros, Centro de informações e área para camping.

As trilhas são muito bem sinalizadas com plaquinhas indicativas e muito bem cuidadas, passando por lindos mirantes, grutas e cachoeiras. Alguns trechos são bem puxados como a Janela do Céu que dura de  7 a 8 horas ida e volta. Outros são bem tranquilos e curtos, como o Circuito das Águas, que visita muitas cachoerias num só passeio.

A entrada no parque custa R$20,00 e está limitada a 300 visitantes por dia durante a semana e 800 visitantes nos finais de semanas e feriados. Então chegue cedo para não ficar de fora.

A porta de entrada do parque é a pequenina Conceição de Ibitipoca, no município de Lima Duarte, em Minas Gerais. O lugar é bem rústico, com ruas de pedra, casas simples, algumas pousadas, deliciosos restaurantes, bares animados e lojinhas de artesanato.

Quando ir

De abril a setembro é o período ideal para visitar o parque, pois são meses com menor possibilidade de chuvas na região. De março a novembro chove mais e faz muito calor. Evite feriados prolongados, pois o parque possui número limitado de visitantes por dia.

Em alguns períodos rolam festivais bem interessantes, como o Ibitipoca Jazz Festival, que acontece em julho e o Ibitipoca Blues, em agosto.

Como chegar

De avião: O aeroporto mais próximo é o de Juiz de Fora. Depois é preciso pegar um ônibus até Lima Duarte. A empresa Frota Nobre opera essa linha.

De carro: Para quem vem do Rio de Janeiro o acesso é feito pela BR-040, sentido Juiz de Fora e depois pela BR-267 até Lima Duarte. Após é preciso pegar uma estrada de terra de 27 quilômetros até a Conceição de Ibitipoca

De ônibus: De Lima Duarte sai ônibus para Ibitipoca diariamente, pela empresa Vimara.

Onde ficar

Nos hospedamos na Pousada do Fred, uma pousada simples com quarto compartilhado. O café da manhã era servido no restaurante Pão de Canela.

O que fazer

A melhor forma de conhecer o parque é caminhando e prepare-se porque será uma caminhada longa. Só para conhecer a Janela do Céu, um dos principais cartões postais do parque, é preciso caminhar 16 km (ida e volta). Mas todo esforço vale a pena e revela muitas riquezas desse paraíso da Serra da Mantiqueira.

Chegando ao parque vá até o Centro de Apoio ao Turista, onde você terá uma visão do que irá encontrar no caminho. Lá tem uma maquete do parque com os principais atrativos sinalizados e com explicações sobre cada um deles.

Existem 3 circuitos principais no parque. O circuito das Águas, o circuito da Janela do Céu e o circuito do Pico do Pião.

Circuito das Águas

É o circuito mais tranquilo do parque, são 5km de caminhada leve passando por muitas cachoeiras, piscinas naturais, grutas, mirantes e paredões fantásticos.

O percurso é bem tranquilo, sem muitas subidas e pode ser feito por pessoas de todas as idades. Os principais locais visitados são Cachoeira dos Espelhos, Lago Negro, cachoeira dos Macacos, Paredão de Santo Antônio, Ponte de Pedra e Lago das Miragens.

Janela do Céu

A Janela do Céu é uma cachoeira que forma com a vegetação ao redor uma moldura que lembra uma janela com vista para o céu e para os morros do parque.

A trilha até a Janela do Céu é pesada, tem 16 km de extensão e dura cerca de 7 horas ida e volta, mas o esforço compensa. A caminhada atravessa o parque inteiro passando por belos mirantes, grutas e cachoeiras.

Circuito do Pico do Pião

O Circuito do Pico do Pião é de dificuldade média, com 11 km de extensão ida e volta e bastante subida. Do alto do Pico do Pião, a 1.722 metros de altitude, é possível ter uma bela vista do mar de morros que rodeiam o parque.

Centrinho

No centrinho de Conceição de Ibitipoca, o legal é passear pelas ruas de pedras, visitar as lojinhas de artesanato, saborear uma boa comida mineira e curtir uma música ao vivo nos barzinhos. O Ibitilua é o mais animado, com show de música ao vivo, forró e gente animada.

Dicas:

Em qualquer época do ano é recomendável levar agasalhos, à noite esfria bastante

Leve lanterna para entrar nas grutas.

Não esqueça da roupa de banho, pois as cachoeiras são deliciosas.

Leve um lanche para trilha e não esqueça de recolher todo seu lixo.

Leve um roupa seca para trocar depois do banho na Janela do Céu e Cachoeirinha, porque  a volta é longa e normalmente esfria à tarde.

Se você tiver apenas dois dias para visitar o parque, minha recomendação é que faça os Circuitos da Janela do Céu e das Águas, pois possuem os melhores atrativos do parque.

0 Comentários
Escreva seu comentário
Comente via facebook
Instagram
@seguindo_viagem
css.php